Definir o futuro com o ENEM

As tensões que o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) vem causando na vida diária dos jovens brasileiros podem virar estatísticas.

Vem crescendo o número de relatos onde o ENEM está ligado à problemas psicológicos na mente dos jovens do Ensino Médio Brasileiro. A escolha de uma carreira acaba levando os adolescentes, que estão sendo preparados para uma prova de vestibular, a procurar apoio naqueles que estão mais perto. A psicóloga, Marta Teixeira (50 anos), conta que entre 14% e 20% dos seus pacientes têm algum diagnóstico psiquiátrico identificável, que geralmente tem pequena gravidade, mas já é o suficiente para atrapalhar no desenvolvimento dos jovens na prova.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi a primeira iniciativa ampla de avaliação do sistema de ensino implantado no Brasil. A prova foi criada em 1998 e era usada para avaliar apenas a qualidade de educação nacional, ela era aplicada para os alunos do ensino médio das escolas públicas e privadas, para colaborar com o ministério na elaboração de políticas pontuais e estruturais de melhoria do ensino do país através dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) do Ensino Fundamental e Médio.

Desde 2009, a prova que era constituída por 63 questões e aplicada em apenas um dia, passou por uma reformulação e o Ministério da Educação resolveu torna-la como o principal método de entrada dos alunos nas faculdades. O exame que até então era utilizado por poucas Universidades, que usavam porcentagem da nota, no seu novo modelo leva 180 questões objetivas e um redação, feito agora em dois dias e com ele um peso de unificar o vestibular das instituições de ensino superior federais, estaduais e algumas de ensino privado brasileiro.

Entretanto, o ENEM vem causando diferentes polêmicas ao longo dos anos. Marta, especializada em jovens e adolescentes, usa da sua profissão para que os seus pacientes não sejam afetados psicologicamente por esses fatos, uma vez que causa demasiadas preocupações. “Muitos jovens que vão ao meu consultório acabam por ter como opção a desistência do ingresso em faculdades públicas e procuram meios mais práticos para entrarem em faculdades particulares, uma vez que elas também oferecem vestibular para bolsas de ensino”, relata a psicóloga.

SALA DE COMPUTADOR - COLÉGIO.jpg

Sala de computadores de uma escola do Rio de Janeiro

Polêmicas a parte, os estudantes estão a cada dia tomando mais consciência da importância do exame em suas vidas acadêmica, sabendo que o próprio definirá o futuro deles. A nota do ENEM é válida como pontuação para seleção do ProUni, do Sistema de Seleção Unificada (SiSu) e também serve como certificação de conclusão do ensino médio para alunos com idade acima de 18 anos.

aula de slide

Aula de Slides em uma escola do Rio de Janeiro

A aluna Letícia Faria, 17 anos e estudante do ensino médio, partilha de experiências tensas nesse período de preparação para o vestibular. “Sinto os meus pais e professores, depositarem uma grande expectativa a respeito do resultado do ENEM. Eu venho buscando todo um preparo necessário para uma boa nota na prova!”, conta a jovem. Norma Faria (43 anos), mãe da Letícia, conta que vê a sua filha mergulhada em seus livros dia após dia e se encontra preocupada com o estado psicológico da mesma. “Vejo a Letícia muito focada em seus objetivos e apesar disso me alegrar, tenho medo da cobrança que ela pode gerar em torno de si mesma para alcançar a graduação que tanto deseja. Até porque, caso ela não consiga, ela poderá acabar se frustando e desanimar no próximo ano”, relata a mãe.

IMG_1728[1]

Momento de estudo dos alunos – Cadernos e livros 

A professora de química orgânica, Flávia Costa (37 anos), conta que o ENEM surgiu como forma de valorizar a lógica e a capacidade de interpretação dos alunos, estimulando o raciocínio e as ideias dos mesmos. “Diferente das provas antigas de vestibulares, o exame não quer que os jovens apenas decorem fórmulas e datas”, explica a professora. A prova exige compreensão das questões e cobra mais domínio sobre o conteúdo do Ensino Médio, a mesma busca avaliar competências e não informações. “Busco fazer com que os meus alunos entendam que as atividades diárias depende do ato de leitura e interpretação, para decodifiquem códigos, sinais e mensagens por meio de diferentes linguagens, pois o ENEM é uma combinação do plano de ensino com a realidade”, fala Flávia.

Segue no vídeo abaixo mais alguns relatos envolvendo o tema ENEM, com histórias e experiências vividas por outros alunos:

 

Lei de Cotas

Além dos jovens terem a preocupação com o preparo da prova do ENEM e de suas pontuações, acabam se preocupando também com a quantidade de vagas oferecidas pelo SiSu (Sistema de Seleção Unificada), já que o mesmo conta com vagas limitadas e também com uma porcentagem já reservada em respeito a lei de cotas.

Dessa reserva de vagas, contamos com metades delas para candidatos com renda mensal até 1,5 salário mínimo por pessoa e a outra metade para renda superior a esse valor. Dentro de cada faixa de renda existe, vagas reservadas para negros, pardos e indígenas, em distribuição proporcional aos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatítica (IBGE) por estado.

O critério da raça será autodeclaratório, como ocorre no censo demográfico e em toda política de afirmação no Brasil. Já a renda familiar per capita terá de ser comprovada por documentação, com regras estabelecidas pela instituição e recomendação de documentos mínimos pelo MEC”, segundo o Portal MEC e ainda “(…) o MEC incentiva que universidades e institutos federais localizados em estados com grande concentração de indígenas adotem critérios adicionais específicos para esses povos, dentro do critério da raça, no âmbito da autonomia das instituições.”

BRUNA COUTO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s